Notícias e entretenimento nerd!

GIGANTE DO PLAYSTATION REVELA: Publishers DETESTAM o Game Pass por ser DESTRUIDOR de Valor!

0

Publishers de videogames criticam Xbox Game Pass, diz chefe do PlayStation

Em um relatório pré-gravado para a Comissão Federal de Comércio (FTC) e a Microsoft, Jim Ryan, chefe do PlayStation, revelou que as publishers de videogames não são fãs do Xbox Game Pass. Segundo Ryan, as empresas não gostam desse serviço de assinatura de jogos da Microsoft porque ele deprecia o valor dos games.

“Conversei com todos os publishers e eles unanimemente não gostam do Game Pass porque é destrutivo de valor”, afirmou Ryan durante seu depoimento. Ele também mencionou que o modelo de negócios do Game Pass parece ter alguns desafios e que a Microsoft pode estar perdendo muito dinheiro com isso.

Opiniões divergentes entre Sony e Microsoft

Enquanto isso, Phil Spencer, CEO do Xbox, tem sido transparente ao falar sobre a lucratividade e sustentabilidade do Game Pass. Em uma entrevista ao site Axios no ano passado, ele explicou que o serviço não estava gastando dinheiro e o chamou de “muito, muito sustentável”. No entanto, no relatório provisório da Autoridade de Mercados e Concorrência (CMA) do Reino Unido, a Microsoft admitiu que seu serviço de assinatura de videogame teve um impacto negativo nas vendas de jogos.

É importante notar as diferentes estratégias adotadas pela Microsoft e pela Sony em relação aos seus serviços de assinatura. Enquanto a Microsoft lança seus jogos no primeiro dia no Xbox Game Pass, a Sony opta por não lançar seus principais títulos no rival PS Plus no lançamento. Nomes como Horizon: Forbidden West só chegam ao serviço um ano depois do lançamento. Nick Maguire, vice-presidente global de assinaturas da Sony, indicou que a empresa não pretende copiar a abordagem do Game Pass para jogos exclusivos, já que sua estratégia atual tem funcionado.

Related Posts

Netflix Flop de $100 Milhões Revive em Conversas sobre…

Vale ressaltar que o CEO da Take-Two, Strauss Zelnick, também não é convencido pelo Game Pass. Durante uma ligação financeira em novembro, ele afirmou: “Ainda não acho que faça sentido. E acredito que agora está ficando óbvio que não faz sentido. É apenas uma oportunidade perdida para a publisher”. Ele enfatizou que sua opinião continua inalterada e preferiu não falar pelo seu amigo Phil Spencer.

Aumento de preço e batalha legal

Recentemente, a Microsoft anunciou um aumento de preço para o Xbox Game Pass e o Xbox Game Pass Ultimate. A assinatura mensal do Xbox Game Pass agora custará R$ 32,99, enquanto o Xbox Game Pass Ultimate terá um custo de R$ 49,99 mensais. Essas mudanças de preço entrarão em vigor em 6 de julho.

O testemunho de Jim Ryan é apenas um dos vários no processo em que a Microsoft luta contra a FTC para defender sua proposta de aquisição da Activision Blizzard por US$ 68,7 bilhões. É interessante observar como as diferentes visões sobre o Game Pass podem influenciar essa batalha legal e impactar o futuro da indústria de videogames.

Notícia
Jim Ryan, chefe do PlayStation, revela que as publishers de videogames não são fãs do Xbox Game Pass, pois consideram que o serviço deprecia o valor dos jogos.
Phil Spencer, CEO do Xbox, afirma que o Game Pass é lucrativo e sustentável, mas a Microsoft admite que o serviço teve impacto negativo nas vendas de jogos.
Sony adota estratégia diferente da Microsoft ao não lançar seus principais títulos no rival PS Plus no lançamento.
CEO da Take-Two, Strauss Zelnick, não é convencido pelo Game Pass e considera uma oportunidade perdida para a publisher.
Microsoft anuncia aumento de preço para o Xbox Game Pass e Xbox Game Pass Ultimate.
O testemunho de Jim Ryan faz parte do processo em que a Microsoft luta contra a FTC para adquirir a Activision Blizzard.
  Beast Boy esquecido? Fãs criticam tratamento em Titans.

Com informações do IGN.

Leave A Reply

Your email address will not be published.