Notícias e entretenimento nerd!

Desvende os Segredos Obscuros da Magia Negra: Séries de TV que Revelam o Lado Sombrio da Feitiçaria

No universo das séries de TV, o fascínio pelo desconhecido ganha forma através da exploração do ocultismo e da magia negra. Mas o que torna estas produções tão magneticamente atraentes ao público? No site Agente Vimos, mergulhamos nas profundezas do lado sombrio da feitiçaria para revelar como essas histórias invocam uma atmosfera misteriosa e repleta de perigos. Será que o apelo ao sobrenatural é um mero reflexo de nossa curiosidade inata pelo proibido?

Uma nova geração de irmãs feiticeiras protagoniza um remake que promete encantar não apenas os fãs de outrora, mas também novos seguidores. A trama, enredada em um livro especial de poderes extraordinários, desafia as protagonistas a combaterem forças malignas. Contudo, será que a série conseguiu tecer o mesmo encanto da original ou despertou críticas em meio à comunidade de aficionados pelo gê

Desvende os Segredos Obscuros da Magia Negra: Séries de TV que Revelam o Lado Sombrio da Feitiçaria

  • Explore o mundo enigmático da magia negra e ocultismo através de séries de TV que desvendam o lado sombrio da feitiçaria.
  • Conheça as aventuras de um novo trio de irmãs feiticeiras em um remake cheio de mistério, onde o poder e a luta contra o mal são centrais na trama.
  • Veja como um livro mágico se torna a chave para desbloquear poderes extraordinários e desafios inimagináveis para as protagonistas.
  • Embora a nova versão não tenha capturado todos os fãs da original, ela oferece uma perspectiva fresca que pode fascinar um novo público.
  • As séries mergulham nos aspectos mais sombrios e perigosos da magia negra e do ocultismo, criando uma atmosfera enigmática.
  • Descubra rituais, encantamentos e elementos sobrenaturais que aguçam a curiosidade sobre práticas ocultistas e seu poder.
  • Experimente a sensação de ser transportado para um universo onde a magia é real e as linhas entre o bem e o mal são tênues.
  • Prepare-se para uma jornada através de narrativas que investigam os cantos mais escuros e fascinantes da feitiçaria moderna.

Descubra as séries de TV que mergulham no fascinante mundo da magia negra, revelando os segredos obscuros e o lado sombrio da feitiçaria. Essas produções nos levam a uma jornada intrigante, explorando rituais macabros, encantamentos sinistros e elementos sobrenaturais que despertam nossa curiosidade sobre o oculto. Ao assistir a essas séries, somos confrontados com a dualidade entre o bem e o mal, questionando os limites éticos e morais da prática da magia negra. Prepare-se para desvendar os segredos mais sombrios da feitiçaria contemporânea e embarcar em uma jornada repleta de mistério e perigo.
MAGIA negra e ocultismo: As séries de TV que exploram o lado sombrio da feitiçaria

A magia negra e o ocultismo têm sido temas recorrentes em várias séries de TV nos últimos anos. Essas séries mergulham no lado sombrio da feitiçaria, explorando rituais macabros, pactos com entidades malignas e os perigos que acompanham o uso de poder

Descubra as séries de TV que mergulham no fascinante mundo da magia negra e do ocultismo, trazendo à tona o lado sombrio da feitiçaria.

A televisão tem sido um veículo primordial para a exploração de temas relacionados ao sobrenatural e ao esotérico. As narrativas que se concentram na magia negra e no ocultismo são particularmente cativantes, pois oferecem um vislumbre do proibido e do desconhecido. Estas séries não apenas entretêm, mas também provocam reflexões sobre os limites éticos e morais associados a práticas místicas antigas.

Representações Culturais da Magia na Televisão

A representação da magia negra nas séries de TV varia amplamente, desde a abordagem de elementos folclóricos até a incorporação de teorias contemporâneas sobre o oculto. Os criadores dessas obras utilizam-se de uma rica tapeçaria de simbolismos e arquétipos para construir mundos onde o poder sobrenatural é uma força tangível e muitas vezes perigosa. Através de enredos complexos e personagens multifacetados, essas séries conseguem transmitir a ambiguidade moral inerente às práticas ocultistas.

O Impacto Psicológico e Social do Ocultismo nas Narrativas

Ao explorar o ocultismo, as séries de TV frequentemente abordam questões psicológicas profundas, como a busca pelo poder, o medo do desconhecido e a luta interna entre o bem e o mal. Além disso, a representação da magia negra muitas vezes reflete inquietações sociais, servindo como metáfora para temas mais amplos como exclusão social, preconceito e a luta pelo controle em sociedades hierárquicas.

A Influência do Gênero na Construção das Histórias

O gênero das séries que abordam temas ocultistas é frequentemente classificado como fantasia ou horror, mas muitas delas transcendem essas categorizações ao incorporar elementos dramáticos e até mesmo humorísticos. A fusão de gêneros contribui para uma maior explosividade narrativa, mantendo o espectador em constante expectativa diante das reviravoltas da trama.

É evidente que as séries televisivas que se aventuram pelos caminhos tortuosos da magia negra têm um apelo singular. Elas nos convidam a questionar nossas próprias crenças sobre o que é real e o que é fantástico, enquanto nos deleitamos com histórias ricas em mistério e suspense. A capacidade dessas produções de evocar tanto fascínio quanto temor atesta o poder duradouro dos segredos obscuros da feitiçaria na cultura popular.A magia negra e o ocultismo: As séries de TV que exploram o lado sombrio da feitiçaria

Nos últimos anos, tem havido um aumento na popularidade de séries de TV que exploram o mundo da magia negra e do ocultismo. Essas séries mergulham no lado sombrio da feitiçaria, trazendo personagens complexos e histórias intrigantes.

Uma das séries mais

Conheça uma nova geração de irmãs feiticeiras em um remake de uma série original, onde elas descobrem seus poderes e têm a missão de combater demônios e forças do mal

No universo das séries televisivas, a magia negra frequentemente serve como um pano de fundo para narrativas envolventes e misteriosas. Uma nova produção chega para reacender o fascínio por este tema, trazendo à tona um remake que promete capturar a essência de uma série original. Nesta releitura, espectadores são apresentados a um trio de irmãs que, imersas na descoberta de seus dons mágicos, veem-se incumbidas de uma missão árdua: a luta contra entidades malignas que ameaçam o equilíbrio entre os mundos.

As protagonistas desta saga, ao tomarem conhecimento da herança sobrenatural que carregam, iniciam uma jornada de autoconhecimento e desenvolvimento de suas habilidades. A série explora não apenas o confronto com as forças do mal, mas também as dinâmicas relacionais entre as irmãs, seus aliados e adversários. O enredo se desenrola em um cenário contemporâneo, onde o antigo e o moderno colidem, criando um campo fértil para conflitos éticos e morais associados ao uso da magia. A responsabilidade que acompanha o poder recém-descoberto é um tema central, levantando questionamentos acerca dos limites que separam a justiça da vingança no âmbito da feitiçaria.MAGIA negra e ocultismo: As séries de TV que exploram o lado sombrio da feitiçaria

A magia negra e o ocultismo têm sido temas populares em diversas séries de TV, que exploram o lado sombrio da feitiçaria. Essas séries mergulham em um mundo misterioso e cheio de segredos, onde bruxas e feiticeiros usam seus poderes

  Desvende as Incríveis Origens das Séries de Streaming!

A trama envolve o encontro dessas três irmãs com um livro especial, que lhes confere poderes extraordinários.

No cerne de narrativas envolventes e repletas de mistérios, frequentemente encontramos objetos de poder que alteram o curso da vida dos personagens. Neste contexto, a literatura e a televisão exploram com maestria o trope do “livro mágico”. Em uma série hipotética, três irmãs cruzam seus destinos com um antigo tomo, cujas páginas estão impregnadas de uma sabedoria arcana e magia negra. A descoberta acontece em um momento crítico, quando cada uma delas enfrenta encruzilhadas pessoais, ampliando a tensão e o drama da trama.

A magia contida no livro não é trivial; ao contrário, ela se manifesta de maneira única para cada irmã, desencadeando uma série de eventos que as forçam a confrontar não apenas adversários externos, mas também dilemas internos profundos. A medida que os poderes são explorados, questões morais emergem: até onde elas estão dispostas a ir para alcançar seus objetivos? E quais são as consequências de manipular forças tão obscuras? A série se propõe a desvendar esses enigmas, entrelaçando o sobrenatural com os desafios humanos inerentes ao poder e à responsabilidade.MAGIA negra e ocultismo: As séries de TV que exploram o lado sombrio da feitiçaria

A magia negra e o ocultismo têm sido temas recorrentes em diversas séries de TV nos últimos anos. Essas produções exploram o lado mais sombrio e misterioso da feitiçaria, cativando o público com histórias cheias de suspense e intriga.

Uma das séries mais popul

Apesar de não ter conquistado os fãs da série original, a produção promete encantar novos aprendizes de feiticeiras.

A magia negra, um tema envolto em mistério e fascínio, tem sido explorada por séries de televisão ao longo dos anos, oferecendo uma visão mais sombria e complexa da feitiçaria. Enquanto algumas produções optam por uma representação mais leve e cômica da magia, outras mergulham nas profundezas de suas implicações éticas e morais, desafiando o espectador a confrontar os aspectos mais sombrios do sobrenatural.

A Feiticeira, uma sitcom clássica que celebra seu cinquentenário, é um exemplo emblemático de como o tema da magia pode ser abordado com leveza e humor. A série, que foi ao ar entre 1964 e 1972, retratou a vida de Samantha, uma bruxa que se casa com um mortal e se esforça para viver dentro das convenções sociais da época. Embora a série original tenha sido pioneira na forma como lidou com questões sociais através do prisma da comédia fantástica, é inegável que seu tom era predominantemente otimista e descomplicado.

Em contraste, as produções contemporâneas tendem a explorar a feitiçaria com uma abordagem mais sombria e muitas vezes mais realista. Séries como “O Mundo Sombrio de Sabrina” e “American Horror Story: Coven” apresentam uma visão da magia que é inerentemente ligada ao poder, à sedução e aos perigos que acompanham os que se aventuram além do véu do conhecimento convencional.

A magia negra, em particular, é retratada como uma força potente e muitas vezes perigosa. Ela é associada a rituais arcanos, pactos com entidades obscuras e um constante jogo de influência e manipulação. As séries modernas não hesitam em explorar as consequências morais dos atos mágicos, questionando a ética dos personagens e colocando-os em dilemas complexos onde as linhas entre o bem e o mal são turvas.

Essa complexidade narrativa reflete uma mudança no gosto do público e nas expectativas dos espectadores. A nova geração de aprendizes de feiticeiras encontra-se intrigada pela ambiguidade moral e pela profundidade psicológica que essas séries oferecem. Elas são atraídas pela ideia de que a magia não é apenas um meio para um fim cômico ou heróico, mas também um caminho que requer discernimento, responsabilidade e até mesmo sacrifício pessoal.

As séries atuais que abordam a magia negra contribuem para o debate cultural sobre temas como autonomia pessoal, o uso do poder para fins egoístas versus coletivos e as implicações de desafiar as normas sociais estabelecidas. Ao mesmo tempo, elas oferecem um espaço para discussão sobre identidade, liberdade de expressão e o papel das mulheres na sociedade – temas que já eram tocados pela série original A Feiticeira, mas agora são examinados sob uma lente muito mais crítica e detalhada.

Embora possa haver uma distância significativa entre o tratamento da magia em A Feiticeira e nas produções mais recentes, ambas servem como reflexo das preocupações sociais de suas respectivas épocas. O fascínio pelo oculto permanece constante, mas a forma como ele é interpretado e apresentado continua evoluindo, prometendo encantar tanto os nostálgicos quanto os novos aprendizes de feiticeiras com suas narrativas enigmáticas e explosivas.

Adentrando os becos escuros da imaginação, as séries de TV têm explorado o mundo da magia negra com uma audácia que arrepia até o mais cético dos mortais. Desde rituais antigos até feitiços modernos, essas séries nos fazem questionar o que é realidade e o que é apenas um truque da mente.

1. Quais são algumas séries de TV que exploram o lado sombrio da magia negra e do ocultismo?

R: Algumas séries que mergulham nesse tema são “O Mundo Sombrio de Sabrina”, “American Horror Story: Coven” e “Penny Dreadful”.

2. Como essas séries representam a magia negra?

R: As séries representam a magia negra como uma força potente e perigosa, associada a rituais macabros, pactos com entidades malignas e manipulação de poderes sobrenaturais.

3. Qual é o impacto psicológico e social do ocultismo nas narrativas dessas séries?

R: Essas séries frequentemente abordam questões psicológicas profundas, como a busca pelo poder, o medo do desconhecido e a luta interna entre o bem e o mal. Além disso, elas refletem inquietações sociais, servindo como metáfora para exclusão social, preconceito e luta por controle em sociedades hierárquicas.

4. Como o gênero das séries influencia a construção das histórias sobre magia negra?

R: O gênero das séries que abordam o ocultismo muitas vezes transcende as categorizações tradicionais, incorporando elementos de fantasia, horror, drama e até mesmo humor. Essa fusão de gêneros contribui para uma maior explosividade narrativa, mantendo o espectador em constante expectativa diante das reviravoltas da trama.

  "Desvende os 5 Episódios IMPERDÍVEIS de Black Mirror"

5. Por que as séries de TV sobre magia negra têm tanto apelo para o público?

R: Essas séries despertam fascínio porque nos convidam a questionar nossas próprias crenças sobre o que é real e o que é fantástico. Além disso, elas nos deleitam com histórias ricas em mistério e suspense, explorando temas obscuros e complexos relacionados à feitiçaria.

6. Como as séries abordam a dualidade moral inerente às práticas ocultistas?

R: As séries exploram a dualidade moral através de enredos complexos e personagens multifacetados. Elas levantam questões éticas sobre os limites do uso da magia negra e mostram as consequências de se manipular forças obscuras. Isso permite ao espectador refletir sobre os dilemas morais envolvidos nessas práticas.

7. Quais são os principais temas sociais abordados nessas séries?

R: As séries abordam temas como exclusão social, preconceito, poder e controle em sociedades hierárquicas. Elas também exploram questões relacionadas à identidade, liberdade de expressão e ao papel das mulheres na sociedade.

8. Como as séries contemporâneas diferem da abordagem da série clássica “A Feiticeira”?

R: Enquanto “A Feiticeira” abordava a magia com leveza e humor, as séries contemporâneas exploram a feitiçaria com uma abordagem mais sombria, realista e complexa. Elas focam nos aspectos mais obscuros do sobrenatural e mergulham nas implicações éticas e morais do uso da magia negra.

9. Como as novas séries contribuem para o debate cultural sobre autonomia pessoal e uso do poder?

R: As séries atuais que abordam a magia negra estimulam discussões sobre autonomia pessoal, já que os personagens precisam lidar com escolhas difíceis ao utilizar seus poderes mágicos. Elas também questionam os limites éticos do uso do poder para fins egoístas versus coletivos.

10. Por que essas séries despertam tanto fascínio nos espectadores mais jovens?

R: As novas gerações são atraídas pela ambiguidade moral e pela profundidade psicológica que essas séries oferecem. Elas valorizam narrativas enigmáticas e explosivas que exploram os desafios humanos inerentes ao poder e à responsabilidade.

11. Como as séries contemporâneas exploram a dinâmica relacional entre os personagens?

R: As séries contemporâneas exploram as dinâmicas relacionais entre irmãs feiticeiras, aliados e adversários. Elas retratam conflitos familiares, amizades complexas e alianças instáveis, adicionando camadas de tensão emocional à trama.

12. Qual é o papel do livro mágico nas narrativas dessas séries?

R: O livro mágico muitas vezes desempenha um papel central nas narrativas, alterando o curso da vida dos personagens. Ele contém conhecimentos arcanos e magia negra única para cada personagem, desencadeando eventos que os forçam a confrontar adversários externos e dilemas internos profundos.

13. Como as séries exploram a responsabilidade que acompanha o poder na feitiçaria?

R: As séries exploram as consequências morais do uso do poder mágico, levantando questionamentos sobre até onde os personagens estão dispostos a ir para alcançar seus objetivos. Elas abordam os limites éticos da justiça versus vingança no contexto da feitiçaria.

14. Qual é o impacto cultural dessas séries na representação da magia negra na mídia?

R: Essas séries contribuem para uma evolução na representação da magia negra na mídia, oferecendo uma visão mais complexa e realista desse tema. Elas ampliam o debate cultural sobre o ocultismo, trazendo à tona questões éticas, morais e sociais relacionadas ao uso da feitiçaria.

15. Por que é importante discutir os segredos obscuros da magia negra através dessas séries de TV?

R: Essas séries proporcionam um espaço para reflexão sobre temas tabus e controversos relacionados à feitiçaria. Ao trazer à tona os segredos obscuros da magia negra, elas incentivam discussões sobre ética, moralidade e responsabilidade no uso do poder sobrenatural.

  • A representação da magia negra nas séries de TV varia amplamente, desde a abordagem de elementos folclóricos até a incorporação de teorias contemporâneas sobre o oculto.
  • As séries de TV que exploram o ocultismo frequentemente abordam questões psicológicas profundas, como a busca pelo poder e o medo do desconhecido.
  • A magia negra muitas vezes reflete inquietações sociais, servindo como metáfora para temas mais amplos como exclusão social e preconceito.
  • As séries que abordam temas ocultistas costumam ser classificadas como fantasia ou horror, mas muitas delas transcendem essas categorizações ao incorporar elementos dramáticos e humorísticos.
  • As séries de TV que exploram a magia negra têm um apelo singular, convidando os espectadores a questionarem suas próprias crenças sobre o que é real e o que é fantástico.
  • Uma nova geração de séries de TV traz um remake de uma série original, onde três irmãs descobrem seus poderes e têm a missão de combater demônios e forças do mal.
  • O encontro das três irmãs com um livro especial confere poderes extraordinários a elas, desencadeando eventos que as forçam a confrontar dilemas internos profundos.
  • Apesar de não ter conquistado os fãs da série original, o remake promete encantar novos aprendizes de feiticeiras com sua abordagem mais sombria e complexa da magia negra.
  • A magia negra é retratada como uma força potente e perigosa nas séries modernas, associada a rituais arcanos e pactos com entidades obscuras.
  • As séries atuais que abordam a magia negra contribuem para o debate cultural sobre temas como autonomia pessoal, uso do poder e papel das mulheres na sociedade.

Séries de TV Descrição
O Mundo Sombrio de Sabrina Uma adolescente descobre que é uma bruxa e precisa enfrentar forças do mal enquanto lida com os desafios da vida cotidiana.
American Horror Story: Coven Um grupo de bruxas luta pelo poder e pela sobrevivência em uma escola especializada em magia negra.
Charmed (2018) Três irmãs descobrem que são descendentes de uma linhagem de bruxas e devem usar seus poderes para proteger o mundo das forças do mal.
Penny Dreadful Uma série que reúne personagens icônicos da literatura gótica, como Drácula e Frankenstein, em um enredo que explora o lado sombrio do ocultismo.
True Blood Uma série que mistura vampiros, lobisomens e bruxas em um mundo onde o ocultismo e o sobrenatural são parte da realidade.
  Desvende os Segredos por trás das Séries de Investigação Criminal

– Magia negra: Práticas místicas que envolvem o uso de poderes sobrenaturais para fins obscuros e malignos.
– Ocultismo: Estudo e prática de conhecimentos e rituais secretos relacionados ao sobrenatural e ao esotérico.
– Feitiçaria: Uso de magia para influenciar eventos e pessoas.
– Magia: Uso de poderes sobrenaturais para manipular a realidade.
– Narrativas: Histórias contadas por meio de uma série de eventos e personagens.
– Simbolismos: Uso de símbolos para representar conceitos abstratos ou ideias complexas.
– Arquétipos: Padrões de comportamento, personalidade ou situação que são universalmente reconhecidos e recorrentes em narrativas.
– Ambiguidade moral: Incerteza ou falta de clareza sobre o que é certo ou errado em uma situação.
– Questões psicológicas: Problemas ou conflitos relacionados à mente humana, como medo, busca pelo poder e luta entre o bem e o mal.
– Inquietações sociais: Preocupações sobre temas sociais, como exclusão social, preconceito e luta pelo controle.
– Fusão de gêneros: Combinação de elementos de diferentes gêneros (fantasia, horror, drama, comédia) em uma única obra.
– Explosividade narrativa: Intensidade e imprevisibilidade na trama que mantém o espectador interessado e ansioso pelo próximo acontecimento.
– Fascínio: Atração intensa e irresistível por algo.
– Segredos obscuros da feitiçaria: Conhecimentos ocultos relacionados à magia negra que são pouco conhecidos ou revelados ao público em geral.
– Personagens complexos: Personagens com características e motivações profundas e multifacetadas.
– Enigmas: Mistérios ou segredos que precisam ser desvendados.
– Equilíbrio entre os mundos: Harmonia entre o mundo sobrenatural e o mundo humano.
– Autoconhecimento: Processo de compreender a si mesmo, suas emoções, pensamentos e comportamentos.
– Desenvolvimento de habilidades: Aquisição de competências e capacidades através do aprendizado e da prática.
– Dilemas internos: Conflitos ou decisões difíceis que ocorrem dentro dos personagens.
– Manipular forças obscuras: Usar poderes sobrenaturais perigosos e malignos para alcançar objetivos pessoais.
– Consequências morais: Resultados éticos das ações dos personagens, que podem ter impacto positivo ou negativo na sociedade.
– Tensão e drama da trama: Elementos que criam suspense, emoção e interesse na história.
– Sabedoria arcana: Conhecimentos secretos relacionados à magia e ao ocultismo.
– Única para cada irmã: Manifestação da magia de forma diferente em cada uma das irmãs protagonistas da série.
– Poderes extraordinários: Habilidades mágicas fora do comum que permitem às personagens realizar feitos incríveis.
– Implicações éticas e morais: Reflexões sobre o que é certo ou errado no uso da magia negra e suas consequências para os outros e para si mesmo.
– Discernimento: Capacidade de julgar com sabedoria as ações e decisões relacionadas ao uso da magia negra.
– Responsabilidade pessoal: Dever de assumir as consequências das próprias ações mágicas.
– Sacrifício pessoal: Abnegação ou renúncia de algo importante em prol de um objetivo maior.

As Implicações Éticas e Psicológicas do Ocultismo na Sociedade Contemporânea

A fascinação pelas práticas ocultistas e pela magia negra, frequentemente retratadas em séries de televisão, reflete um interesse mais amplo nas questões éticas e psicológicas que permeiam a sociedade contemporânea. Ao explorar o lado sombrio da feitiçaria, essas narrativas convidam o público a refletir sobre os limites morais associados ao uso de poderes para fins pessoais ou destrutivos. A representação da magia negra na cultura pop pode servir como uma metáfora para o abuso de poder e a corrupção moral em diferentes esferas sociais. É crucial que o diálogo sobre essas temáticas seja aprofundado, considerando o impacto que tais práticas, mesmo que fictícias, podem ter sobre o comportamento e a saúde mental dos indivíduos. O interesse nesses aspectos mais sombrios do ocultismo pode ser um reflexo de uma busca por compreender os aspectos mais enigmáticos da psique humana e as consequências de suas escolhas éticas.

O Renascimento do Interesse pelo Esoterismo e sua Influência Cultural

Paralelamente à popularidade das séries de TV que abordam magia negra e ocultismo, observa-se um renascimento do interesse pelo esoterismo em diversas formas de expressão cultural. Este fenômeno não se limita ao entretenimento, mas se estende à literatura, à arte e até mesmo à filosofia, onde conceitos esotéricos são revisitados sob novas perspectivas. O ressurgimento do esoterismo na cultura contemporânea pode ser interpretado como um sinal da busca por conhecimento além do materialismo científico, um desejo de reconectar-se com dimensões espirituais ou místicas da existência. A compreensão dessas influências culturais é fundamental para analisar como as representações do ocultismo podem moldar as visões de mundo e influenciar as práticas espirituais na sociedade atual. Ao destacar essa tendência, é possível promover uma discussão mais ampla sobre o papel da espiritualidade em um mundo cada vez mais tecnológico e racionalizado.

Fontes

* REVISTA PLURA, Revista de Estudos de Religião. “Magia Negra como ferramenta de poder no Candomblé”. Disponível em: https://revistaplura.emnuvens.com.br/anais/article/view/1610/1218. Acesso em: 10 abr. 2023.

* RIOS, Daniel Santos. “As Sendas da Esquerda: Um estudo sobre a magia negra e o satanismo”. Disponível em: https://app.uff.br/riuff/bitstream/handle/1/15460/Dissertacao_DanielRios.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 10 abr. 2023.

* SOUSA, Thiago Pereira de. “Tudo coisa do Diabo! Uma Etnografia sobre as representações dentro e fora dos grupos ocultistas acerca do Diabo”. Disponível em: https://app.uff.br/riuff/bitstream/handle/1/23920/Thiago%20TCC%20%E2%80%9CTudo%20coisa%20do%20Diabo%E2%80%9D%2C%20uma%20Etnografia%20sobre%20as%20representa%C3%A7%C3%B5es%20dentro%20e%20fora%20dos%20grupos%20ocultistas%20acerca%20do%20Diabo%20-%20Corrigido.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 10 abr. 2023.

* EXATAS ONLINE, “A Química e a Magia Negra: Uma Análise dos Elementos”. Disponível em: http://www2.uesb.br/exatasonline/images/V8N2pag27-35.pdf. Acesso em: 10 abr. 2023.

* DIALNET, “Representações Sociais da Magia Negra na Contemporaneidade”. Disponível em: https://dialnet.unirioja.es/descarga/articulo/8178099.pdf. Acesso em: 10 abr. 2023.

Comments are closed, but trackbacks and pingbacks are open.